Engenheira Rejane S. Berezovsky aponta as falhas mais comuns em impermeabilização

Ex-diretora do Ibape (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo), Rejane Saute Berezovsky mostra em entrevista à jornalista Rosali Figueiredo os diferentes sistemas de impermeabilização existentes no mercado, suas aplicações mais adequadas e os erros mais comuns cometidas pelos condomínios. Confira.

Direcional Condomínios - De forma geral, temos visto a impermeabilização por manta ser aplicada sobre as superfícies e a solução em gel para colunas. Esta divisão estaria certa? Rejane S. Berezovsky - Não está correta. Existem vários sistemas de impermeabilização e dentro de cada sistema um produto específico para cada uso, ou seja:

Sistema 1: Membranas flexíveis moldadas “in loco” (emulsões asfálticas, soluções asfálticas, emulsões acrílicas, asfalto oxidado, elastômeros em solução e outros); Sistema 2: Mantas flexíveis pré fabricadas (Manta asfáltica, manta elastomérica, manta polimérica dentre outras). Sistema 3: Resina polimérica Sistema 4: Injeção de gel Sistema 5: Membranas rígidas moldadas “in loco” (argamassa rígida, cristalização, dentre outros).

Entre as situações mais comuns de infiltração, temos visto: a) Do jardim ou da piscina para o subsolo, em geral, transparecendo a partir do teto da garagem ou pilares/paredes; e, b) Nas coberturas.

Direcional Condomínios - Seriam esses realmente os casos mais comuns? E o uso das mantas seria inevitável nessas situações? Rejane S. Berezovsky - Pode-se dizer que são os mais comuns, porém o rompimento da impermeabilização das juntas de dilatação é causa de infiltração, além de cortinas de concreto. O tratamento da superfície é inevitável, porém o sistema a ser adotado dependerá das características construtivas do local.

Direcional Condomínios - Quando o uso da técnica de injeção se torna uma solução melhor que o das mantas? Rejane S. Berezovsky - A técnica de injeção é para uso mais pontual, em áreas bem definidas.

Direcional Condomínios - Em relação às mantas, você disse que há vários tipos e espessuras (como, por exemplo, jardineiras requerem um tipo, coberturas outro). Quais as principais e quais os usos mais indicados? Rejane S. Berezovsky - A manta asfáltica pode ser a convencional, a antiraiz e a manta alumínio, cada uma delas com diferentes espessuras, que serão definidas pelo uso e local aplicado.

Direcional Condomínios - E quanto à manutenção? Rejane S. Berezovsky - A manutenção do revestimento existente sobre a manta é um fator de preservação e prolongamento da vida útil da impermeabilização, assim como a preservação da integridade do piso.

Direcional Condomínios - Quais os erros mais comuns se comete na construção e/ou manutenção das edificações nesse quesito impermeabilização? Rejane S. Berezovsky - Podemos citar como “erros” mais comuns:

  • Perfuração do sistema quando da instalação de brinquedos infantis, antenas, gradis, dentre outros;

  • Falta de manutenção do revestimento existente no piso;

  • Escolha inadequada do sistema a ser aplicado;

  • Falha no caimento dos pisos em direção aos ralos;

  • Não aplicação de manta com tela galvanizada no rodapé, dentre outros.

Direcional Condomínios - A dilatação natural das juntas seria uma causa frequente de infiltrações? Como lidar com essa situação? Rejane S. Berezovsky - A junta de dilatação é um ponto a ser considerado, porém o tratamento é considerado comum.

Direcional Condomínios - Outras questões que você considere importante destacar. Rejane S. Berezovsky - A melhor época para se iniciar um processo de impermeabilização é no período posterior às chuvas. Em São Paulo, sugere-se do mês de abril a novembro. É importante ter sempre o acompanhamento de um engenheiro civil, especialista nesse segmento, para que o mesmo possa orientar o tipo de serviço a ser contratado, além de supervisionar o trabalho executado pela empresa contratada pelo condomínio. Cabe lembrar que se existe intenção de realizar alterações no layout do pavimento a ser impermeabilizado, que as mesmas já estejam definidas antes do início dos trabalhos.

Por Rosali Figueiredo


Featured Posts
Posts em breve
Fique ligado...
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Social Icon

© 2016 por RSB Engenharia e Diagnóstico